cat-right

Sessão 18/10/2016

Pronunciamento do vereador Nelson Fischer , pela passagem do dia do Professor.

A comemoração do Dia do Professor, transcorreu no último dia 15, data que não pode ser omitida, em razão da grandeza dessa profissão, que é definida como um verdadeiro sacerdócio, pois exige dedicação, mas sobretudo muito amor e compreensão .
Ao cumprimentar os professores por tão justa e expressiva data, quero fazer algumas considerações.
Tendo dedicado minha vida à educação, sinto-me à vontade para saudar todas as professoras e professores de nossa cidade, pois sei da grandeza dessa profissão que é um verdadeiro sacerdócio, como também das dificuldades por que passam diariamente.
E penso que uma das maneiras mais próprias de homenagear o professor resume-se em respeitar os educadores, a partir dos pais dos alunos. E como isto deve ocorrer? Com a valorização diária do professor, pela transmissão aos filhos que professoras e professores devem ser respeitados, não só em sala de aula, mas também pelos próprios pais, o que começa em casa.
Lamentavelmente são crescentes os casos de pais que desautorizam os professores e professoras, reclamando de sua postura e atuação em sala de aula, e exigindo retratações e até afastamentos. Este procedimento não pode ser admitido porque ele retira a autoridade moral do professor perante os demais alunos, e as consequências não serão positivas, nem para o aluno e nem para a escola.
O educador tem a missão de transmitir conhecimentos aos alunos, e não de educá-los, pois a educação é função da família, dos pais. E nesta tarefa o educador – professoras e professores – deve ser apoiado e estimulado em todos os sentidos, especialmente para o seu contínuo aprimoramento intelectual e na preservação de sua autoridade profissional.
Os pais são os primeiros professores na vida dos filhos, e tem o dever de lhes transmitir as regras da disciplina, da ordem e do respeito para com as demais pessoas, especialmente com os professores. Pois não podemos admitir sequer que alunos, ainda crianças e adolescentes, desafiem e agridam professores, pois se os pais toleram este tipo de procedimento, com certeza podem se preparar para um futuro amargo, triste, pois provavelmente estes filhos não escaparão da criminalidade. Este é um desafio do qual os pais não podem fugir.
A boa educação começa em casa, na família, e se estende para a escola, onde nossos filhos recebem os conhecimentos conquistados pelas ciências e que irão prepará-los para um futuro mais seguro e realizador.
As professoras e professores devem ser a extensão da família e, como tal, devem ser considerados e valorizados. O aluno é o destinatário do conhecimento transmitido, que vai determinar seu futuro na medida de um aproveitamento maior ou menor. O magistério é, por isso, um incessante exercício de virtudes e de amor, para o qual os professores devem agir como fontes de irradiação, para entender, compreender e conquistar os alunos.
Se nós olharmos para os mais diversos povos do mundo, vamos encontrar sempre a mesma realidade: onde a educação foi plantada corretamente, com igualdade de oportunidades, está presente o desenvolvimento e ausente a miséria, a exclusão social. Onde a educação não foi plantada, o cenário é triste e miserável. A educação é, portanto, a causa determinante da valorização e do crescimento de cada indivíduo.
Sem nenhuma dúvida, a educação tem uma importância fundamental em todas as sociedades, em todos os tempos. O professor é o educador, aquele ser especial que dedica sua vida ao conhecimento, primeiro para adquiri-lo e em seguida repassá-lo aos alunos, não importa a idade e nem o curso. E posso falar com conhecimento de causa porque dediquei minha vida ao magistério. A arte de ensinar, o que me trouxe muitas alegrias e satisfações.
Parabéns a todos os profissionais da educação pela passagem do Dia do Professor!